logo IMeN

Get Adobe Flash player

A condução da disfagia em síndromes genéticas

A alta prevalência de disfagia tanto na pediatria quanto na fase adulta amplia a importância de estudos relacionados a esta condição clínica

A alta prevalência de disfagia é vista tanto na pediatria quanto na fase adulta, o que amplia a importância de estudos relacionados a esta condição clínica. Em crianças, a disfunção da deglutição está presente em vários diagnósticos, podendo aparecer concomitante a outras síndromes. Pacientes com síndromes genéticas, como a síndrome de Down, podem apresentar dificuldades de deglutição devido a alterações anatômicas e fisiológicas, prejudicando o desenvolvimento global da criança. Neste sentido é interessante e importante a presença de outros profissionais na equipe multiprofissional de saúde, como o fonoterapeuta. Esse profissional, por meio de instrumentos específicos, realiza a avaliação clínica da deglutição e verifica a necessidade do desenvolvimento dos hábitos alimentares junto ao nutricionista, com objetivo de proporcionar uma estabilidade clínica e consequentemente uma maior qualidade de vida.

 

Referência:

Fraga DFB, Pereira KR, Dornelles SD, Olchik MR, Levy DS. Avaliação da deglutição em lactentes com cardiopatia congênita e síndrome de Down: estudo de casos. Rev CEFAC. 2015 Jan-Fev; 17(1):277-285

IMeN - Instituto de Metabolismo e Nutrição
Rua Abílio Soares, 233 cj 53 • São Paulo • SP • Fone: (11) 3287-1800 • 3253-2966 • imen@nutricaoclinica.com.br