logo IMeN

Infarto do Miocárdio em mulheres

Infarto do Miocárdio em mulheres.

No sexo feminino as estatisticas mostram que o infarto do miocádio é mais incidente e fatal que cancer de mama.

Mas, o infarto esta aumentando no sexo feminino?

Em termos numéricos sim, em termos percentuais tambem, mas isto é um sinal da mudança no estilo de vida.

Isto é, ao entrarem no mercado de trabalho e ficarem expostas aos mesmos fatores de risco dos homens, apresentarão os mesmos índices de ocorrência de infarto.

Um outro aspecto que deve ser considerado é a menopausa, fase com maior risco devido a mudança hormonal, relacionada diretamente com a trombose coronariana.

Os sintomas podem confundir:

Dor no peito em aperto podendo irradiar para os braços, mandíbula, estomago e costas;

Nauseas, vomitos, suor frio e desmaio.

Esses sintomas podem aparecer depois de atividade fisica, mas podem ocorrer no repouso.

O importante é identificar os fatores de risco e antecedentes individuais:

Familiares com doenças cardiovasculares (hipertensão arterial, acidentes vasculares cerebrais, infarto do miocárdio);

Diabetes; Hipertensâo arterial; Níveis elevados de colesterol;

Obesidade; Fumo e Stress cronico.

Alguns trabalhos científicos mostram que, em torno de 40% dos infartados tinham as dosagens de colesterol normais.

Outras importantes pesquisas mostraram que grande parte dos infartos ocorreram sem sintomas prévios.

O exame ergométrico simples, que aumentaria o esforço físico, poderia ter sido a diferença na vida do paciente.

Muito mais que fazer check ups, imensos e impessoais, conversar com o seu médico, discutir os sintomas e responder a pergunta:

Do que se morre na sua familia?

Pode ser a solução.

Outro ponto, é entender corretamente como atuar preventivamente em todos os fatores de risco, sem radicalismos, e por toda a vida.

trans 
Get Adobe Flash player

IMeN - Instituto de Metabolismo e Nutrição
Rua Abílio Soares, 233 cj 53 • São Paulo • SP • Fone: (11) 3287-1800 • 3253-2966 • imen@nutricaoclinica.com.br