logo IMeN

NC - Desenvolvimento de instrumento educativo para promoção da redução do consumo de sal, gorduras e açúcares

NOGUEIRA, DB; SANTOS, APAQ; KANASHIRO, JC; ALBANO, RD.

Instituição: Universidade Católica de Santos - UNISANTOS

Email: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Introdução: A alimentação é um dos fatores mais importantes no desenvolvimento de Doenças Crônicas Não-Transmissíveis (DCNT), sendo que diversos guias alimentares recomendam a redução no consumo de sal, gordura e açúcares. Objetivos: Demonstrar por meio de instrumento educativo importância de evitar o consumo excessivo de açúcares, gorduras e sal. Metodologia: Estudo transversal, com 11 usuárias selecionadas do grupo de acompanhamento do Ambulatório de Nutrição Santa Paulina. Estudaram-se variáveis socioeconômicas e de saúde, prática de atividade física e índice de massa corpórea (IMC), classificado de acordo com a idade. Para a seleção dos alimentos incluídos no instrumento educativo, utilizaram-se tabelas de composição nutricional. Foram escolhidos 10 alimentos com maior quantidade dos nutrientes estudados, por porção. Para a demonstração das quantidades foram utilizados açúcar refinado, óleo vegetal e a quantidade relativa de cloreto de sódio (sal de cozinha), colocados em tubos de ensaio. O impacto do instrumento educativo foi avaliado por escala subjetiva, após 15 dias da aplicação. O critério para classificar o instrumento como útil, foi a aprovação de ao menos 75% das usuárias. Os dados foram tabulados em Excel®2007. Resultados: A idade média foi 54,0±13,2anos. Quanto à escolaridade, 27,3% concluiu o ensino superior e 36,4% o médio. No item ocupação, 81,8% eram aposentadas ou “do lar”. Oito (72,7%) apresentavam renda maior que cinco salários mínimos. Cinco (45,4%) apresentavam uma ou mais DCNT. Quanto à atividade física, 72,7% não realizavam. A maioria (81,8%) possuía plano de saúde. O IMC médio foi 29,7±4,3kg/m2, sendo uma (9,1%) eutrófica. Quanto à utilidade do instrumento, 100,0% relatou que “Ajudou Muito” a perceber a importância de reduzir o consumo dos alimentos apresentados. Conclusão: O instrumento de educação nutricional elaborado, para a visualização da quantidade de carboidratos, gorduras e sal de alimentos, foi eficaz. Devem-se desenvolver técnicas e ferramentas para incentivar a alteração de hábitos alimentares inadequados.

trans 
Get Adobe Flash player

IMeN - Instituto de Metabolismo e Nutrição
Rua Abílio Soares, 233 cj 53 • São Paulo • SP • Fone: (11) 3287-1800 • 3253-2966 • imen@nutricaoclinica.com.br