logo IMeN

Suplementos e Orientação Nutricional: o perfil dos esportistas

A qualidade de vida, a recuperação e/ou manutenção da saúde, a pratica regular de exercícios físicos, a estética, o ganho e definição da massa muscular, a perda de peso, as relações interpessoais, o treinamento, entre outros, são alguns dos motivos que têm levado as pessoas a procurar cada vez mais as academias.
Apesar da grande preocupação em buscar uma nutrição ideal e adequada ao tipo de treino, a falta de conhecimentos, os hábitos alimentares inadequados e a influência dos treinadores e da mídia, são os principais fatores que os levam a utilizar suplementos nutricionais (indicados por pessoas ou profissionais não habilitados) e a adotar um comportamento alimentar nem sempre capaz de atingir os objetivos esperados.
O público freqüentador de academias é um público seleto, que se preocupa com "fitness" e qualidade de vida; o que o torna bastante suscetível ao apelo de produtos e modismos alimentares.
A maior parte dos freqüentadores de academia têm entre 18 e 35 anos, sendo que a maioria pretende aumentar massa muscular, adquirir condicionamento físico, perder peso e perder gordura (adiposidade corporal). Destes, cerca de 40%, em São Paulo, consomem suplementos.
O Fato da minoria dos usuários de suplementos procurar orientação de nutricionistas pode ser explicado pela grande discrepância entre os objetivos dos nutricionistas (alimentação saudável) e os objetivos imediados do esportista em uma academia (desempenho e estética).
Todo programa de saúde e condicionamento físico deve incluir, obrigatoriamente, acompanhamento e orientações nutricionais. Mesmo quem tem o hábito de se exercitar regularmente jamais atingirá a boa forma desejada se não abastecer o corpo com uma alimentação equilibrada e balanceada que forneça todos os macro e micronutrientes necessários de que ele precisa para manter-se saudável e com energia. A aplicação dessas regras de alimentação não devem dominar a sua vida, e sim acrescentar ainda mais prazer às suas refeições.

Anna Christina Castilho
Nutricionista IMeN

Referências Bibliográficas

1. ROCHA, L.Pe & PEREIRA, M.V.L. Consumo de suplementos nutricionais por praticantes de exercícios físicos em academias. Revista de Nutrição da PUCAMP, 1998; 11 (1) 76-82 1998.
2. SABA. F. Aderência à Prática de exercícios físicos em acdemias. São Paulo. Editora Monole, 1999.
3. HIRSCHBRUSH,M.D. CARVALHO, J.R. SALATA, T.S. Caracterização dos participantes de um programa de orientação nutricional em uma academia de ginástica da cidade de São Paulo, 2001.
4. ARAÚJO, A.C.M & SOARES, Y.N.G. Perfil de utilização de repositores protéicos em academia de Belém, Pará. Revista de Nutrição da PUCAMP, 1999; 12 (1): 81-89.
5. PEREIRA, R.F. Conhecimento de nutrição e hábitos alimentares de alunos de academias de ginástica na cidade de São Paulo. São Paulo, 1999. Dissertação (Mestrado), FCF/FEA/USP.
6. GRANJEAN, A.C. Vitamins, Diet and the Athlete. Clin Sports Med. 2 (1): 105 - 14, 1993.

trans 
Get Adobe Flash player

IMeN - Instituto de Metabolismo e Nutrição
Rua Abílio Soares, 233 cj 53 • São Paulo • SP • Fone: (11) 3287-1800 • 3253-2966 • imen@nutricaoclinica.com.br