logo IMeN

A vitamina C é um agente antiinflamatório?



Nutricionista Thereza Emed - IDPC

A oxidação lipídica causada pelos radicais livres tem importante papel na patogênese da aterosclerose, principalmente nos primeiros estágios. Evidências in vitro, sugerem que as vitaminas antioxidantes podem neutralizar os radicais livres de oxigênio prevenindo a oxidação e a incidência da doença cardiovascular.
A vitamina C é uma vitamina solúvel antioxidante presente em frutas e vegetais da dieta. Recentemente o Instituto de Medicina da Universidade da Carolina do Norte recomendou ingestão dietética de 90mg/dia de vitamina C para homens e 75mg/dia para mulheres. É reconhecido que a vitamina C tem efeitos antioxidantes, porém estes efeitos tem sido pouco estudados em relação aos marcadores inflamatórios.
 Wannamethee e colaboradores demonstraram associação inversa entre dieta, vitamina C plasmática e ingestão de frutas/vegetais com os marcadores inflamatórios em um estudo com 3258 homens de 60 a 69 anos e história de doença cardiovascular ou diabetes. Os autores concluíram que a vitamina C tem efeitos antiinflamatórios, sendo associada com melhora da função endotelial. Porém também mostraram que a vitamina C plasmática possui maior correlação como agente antiinflamatório do que a vitamina C dietética..
Block e col encontraram redução da PCR em fumantes ativos e passivos com ingestão de 515mg de vitamina C diária.
Em outro recente, Das e col  ao estudar coelhos dislipidemicos encontraram evidências de que a vitamina C pode ter grande ação na prevenção da aterosclerose induzida pela hipercolesterolemia.
Embora existam resultados positivos em relação ao poder antiinflamatório da vitamina C, uma revisão de estudos prospectivos mostrou que 4 de 5 trabalhos com suplementação de 250 a 3000mg de vitamina C/dia em pessoas com diabetes, hipercolesterolemia, doença coronária ou em hemodiálise não apresentaram os mesmos efeitos.
Devido à falta de coerência entre os estudos, vale ressaltar que as vitaminas antioxidantes não devem ser suplementadas de forma indiscriminada. Uma alimentação rica em frutas e vegetais diversificados fornece doses apropriadas de substâncias antioxidantes, que certamente contribuirão para a manutenção da saúde.

MAGNONI, D.; CUKIER C. Nutrição na Insuficiência Cardíaca. São Paulo: Ed. Savier, 2002.

JIALAL I.; SINGH, U. Is vitamin C an antiinflammatory agent? Am J Clin Nutr 2006; 83:525-526.

WANNAMETHEE, S. G. et al. Associations of vitamin C status,fruit ande vegetable intakes, and markers of inflammation and hemotasis. Am J Clin Nutr 2006; 83:567-574.

HUANG H., et al. Effects of vitamin C and vitamin E on in vivo lipid peroxidation: results of randomized controlled trial. Am J Clin Nutr 2002; 76:549-555.

DAS S., et al. Effect of ascorbic acid on precention of hypercholesterolemia induced atherosclerosis. Molecular and Cellular Biochemistry 2006 Feb 14.

IMeN - Instituto de Metabolismo e Nutrição
Rua Abílio Soares, 233 cj 53 • São Paulo • SP • Fone: (11) 3287-1800 • 3253-2966 • administracao@nutricaoclinica.com.br